informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre ácaros, no site www.ninha.bio.br
tudo sobre aracnídeospágina sobre escorpiõesAranha CameloTudo sobre as tarântulaslink para a página sobre a aranha viíva-negraPágina sobre  teias-de-aranhawww.ninha.bio.br
 

Ácaros e Carrapatos

Ácaros e carrapatos pertencem à família dos aracnídeos, assim como as aranhas e os escorpiões.
Pertencem à Ordem Acari .

Ácaros

Pequeninhos mesmo, microscópicos, os ácaros têm o corpo compacto e em forma de ovo.
O cefalotórax grudado com o abdomen, sem segmentação. As quelíceras e pedipalpos variam conforme a espécie.
Podem respirar pela traqueia ou pela superfície do corpo.

São ovíparos e do ovo sai uma ninfa (espécie de larva), caracterizada por ter três pares de patas (seis pernas).
Quando a ninfa fica maiorzinha já está com os quatro pares de patas (oito pernas) como os ácaros adultos (e como todos os aracnídeos).

ácaro visto no microscópio

Existem mais de 6 mil espécies distintas de ácaros.

Podem ser de vida livre ou parasitas durante toda a sua existência ou num determinado período da sua evolução.

São encontrados em todos os locais da Terra em que haja condições mínimas para a vida animal.

 

acaros parasitando aranha

Alguns tipos de ácaros vivem em insetos e aranhas.
Na foto acima, um grupo de ácaros está agarrado às pernas e ao corpo de uma aranha
.

espécies de ácaros

Alguns destes animais são canibais: alimentam-se de animais de sua própria espécie.
Outros, predadores: alimentam-se de animais diferentes.

Muitas espécies são parasitas de plantas, causando às vezes prejuízos consideráveis para a lavoura, outras parasitam os mais diversos grupos de animais vertebrados e invertebrados, desde mamíferos e aves até insetos e ovos de aranhas.

Alguns sugam o sangue ou a linfa do seu hospedeiro, outros comem pêlos, penas, ctc.

Há ainda os que preferem substâncias em decomposição, espalhadas no meio ambiente.

Dos ácaros que parasitam o homem os mais conhecidos são: o Demodex follmilorinu habitante das glândulas sebáceas e dos folículos pilosos (e que foi, por isso, durante muito tempo, considerado o responsável pelos "cravos") , o Sarcoptes scabiei, agente de uma dermatose comum do homem, vulgarmente chamada sarna ou escabiose.
Esta espécie apresenta uma curiosidade interessante: só as fêmeas penetram na pele do hospedeiro.

Finalmente, os Ixodoidea, comumente conhecidos por carrapatos, costumam alimentar-se do sangue e da linfa do hospedeiro.

A espécie mais comum no Brasil é a Ain-blyontma cayewense, cuja ninfa hexápode (com seis patas) é conhecida por micuim castanho, a ninfa com oito patas por meia-forma e o adulto por carrapato-estrela.
As ninfas do carrapato-estrela recebem ainda o nome popular de carrapato-pólvora.
Além do homem, parasita muitos animais selvagens e domésticos.

acaro visto de pertoácaros

ácaros em tecido

 

 

Veja ainda

 

 

Ninha.bio - curiosidades biológicas - sempre com novidades - volte e confira!

 

mais sobre ácaros

sarcoptez scabiei- o ácaro da sarna

No desenho ao lado o ácaro Sarcoptes Scabiei, responsável pela sarna.

 

PESQUISE NESTE SITE:

 

ácaro demodex

O Demodex é um ácaro parasita de folículos pilosos. Normalmente tem 0,23 mm decomprimento.

Em alguns casos, são os cravos (da pele).

 

Carrapatos

carrapato

Os carrapatos pertencem a classe dos aracnídeos.

Os principais são o Rhipicephalus sanguineus, conhecido como carrapato marrom do cão, Dermacentor varíabilis e o Amblyoma cajannense, também conhecido como carrapato estrela.
O ciclo de vida é composto por estágios: ovo, larva, ninfa e adulto.
O carrapato jovem já tem aparência de um carrapato adulto só que um pouco menor (também conhecido como micuim).

O carrapato da foto ao lado pertence ao gênero Dermacentor e tem 3 cm decomprimento.

Os carrapatos adultos depositam os ovos geralmente em locais altos como paredes, frestas, rodapés, estrado de cama, atrás de moveis, etc., mas nunca no hospedeiro. As larvas (pequenos carrapatinhos) nascem dos ovos em 2 a 7 semanas e se espalham pelo ambiente em busca de hospedeiros. Depois de se alimentarem por 3 a 12 dias, elas saem do hospedeiro e vão em busca de um ambiente protegido e no alto(elas não ficam no chão) para se transformarem depois em ninfas (pequenos carrapatos).

Depois da muda, estas ninfas buscam um novo hospedeiro, alimentam-se por um curto período (3 a 10 dias) e novamente saem e se escondem no ambiente (no alto) para se transformarem em carrapatos adultos.

Os adultos, que podem viver até 19 meses, podem por de 2.000 a 22.000 ovos e conseguem andar até 2 Km em busca do hospedeiro.

Geralmente, para completar seu ciclo, estes carrapatos necessitam de três hospedeiros, embora algumas espécies possam passar todos os seus estágios em um mesmo mamífero. Se este ciclo de vida for interrompido, os carrapatos podem sobreviver por longos períodos ou hibernar no inverno. Embora o ciclo de vida possa se completar em 1 ano, em alguns casos pode se estender por 2 ou 3 anos.
Enquanto fora do hospedeiro, esses carrapatos infestam o ambiente. Eles resistem ao frio, mas são suscetíveis à luz solar intensa, e chuvas excessivas.

Por serem artrópodes hematófagos encontrados em quase todo o mundo, os carrapatos perdem apenas para os mosquitos como transmissores de doenças. Suas picadas são doloridas, causam irritação, coceira e uma importante perda de sangue.visto que a
As fêmeas de algumas espécies podem consumir até 8 ml de sangue cada uma. Além disso, as lesões causadas pelas picadas representam uma porta de entrada para a infecção.

O controle desse ciclo requer tempo e uma ação conjunta no animal e no ambiente.

É importante que o animal esteja usando algum produto que mate a forma adulta do parasito e que esse controle seja rigoroso por vários meses, dessa forma cada fase do ciclo que subir no animal (larva,ninfa e adulto) irá morrer.

O controle no ambiente é mais difícil, pois como as formas de larva, ninfa e adulto se escondem no ambiente em locais altos (parede, rodapé, portal, atrás de móveis, estrado de cama,etc) é necessário uso de borrifador com produto inseticida adequado para ser colocado em todos os locais aonde eles podem estar escondidos. A melhor opção é mesmo chamar um detetizador.

carrapato comum

Na imagem o lado, o carrapato comum.

 
 
by   envie e-mail
 
 
Recuperação de imagens estragadas pelo tempo

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

retorna ao início