informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre alimentação das aves, no site www.ninha.bio.br
Indice gerl do site em ordem alfabéticarituais de acasalamento das avesPágina sobre o TangaráCuriosidades sobre as avesTudo sobre avesDiversos tipos de passarinhoswww.ninha.bio.br
 
 

Alimentação das aves

Algumas aves comem pequenos insetos, outras répteis, peixes, néctar de flores, frutas, pequenos mamíferos, carniça e até outras aves.
Alguns brigam por comida, outros a dividem, alguns caçam, outros encontram e outros ainda roubam de outros caçadores.

 

A ausência de dentes impede que as aves triturem o alimento na boca, antes de engolir. Esta função é assumida pela moela, uma região do estômago cujas paredes são dotadas de músculos fortes. Na moela os alimentos são triturados e esmagados, ou seja, é realizada a digestão mecânica. Algumas espécies armazenam pedrinhas na moela, que aumentam o atrito e auxiliam na trituração do alimento.

O papo corresponde a uma dilatação da porção posterior do esôfago e serve para armazenar, temporariamente, o alimento coletado. Quando estão com filhotes, as aves podem armazenar alimento no papo para transportá-lo até o ninho e alimentar a prole.

comedor de abelhas

Tirando o ferrão da abelha para comer

O pequeno comedor de abelhas arco-iris australiano (na foto ao lado) pega as abelhas em pleno vôo, ziguezagueando.

O comedor de abelhas leva a caça para uma árvore, tira o ferrão e remove seu veneno, esfregando a abelha contra a madeira e depois a engole inteira.

As abelhas são o seu alimento principal (por isso o nome), mas eles também comem vespas e libélulas.

mais sobre o comedor de abelhas

flamingo alimentando o filhote

Comidinha pronta

Os flamingos alimentam os filhotes com algas, camarões e pequenas criaturas, mas quando a distância do ninho é muito grande, eles engolem a comida e vomitam parcialmente digerido, em forma de sopa, na boca dos filhos (e acreditem...eles adoram).

mais sobre os flamingos

A fêmea do beija-flor guarda o nectar em uma bolsa antes de digeri-lo e ao chegar ao ninho regurgita uma mistura de néctar e insetos diretamente no bico de seus filhotes.

O pinguim também alimenta seus filhotes, em casos excepionais, com um tipo de leite do papo.

Já os borrachos produzem uma espécie de leite, rico em nutrientes e gordura, em seus papos, e assim alimentam seus filhotes nos primeiros dias. Depois eles passam a se alimentar de alimentos sólidos

 

 

 

garça branca

 

 

Briga por comida

Em casos de pouca comida, a garça branca garante a sobrevivência do filhote mais forte deixando que ele mate seus irmãos mais fracos.

Isso garante a sobrevivência dos mais fortes e a evolução da espécie.

gaivotas

 

 

As gaivotas levam o peixe inteiro para o ninho, mas também regurgitam o alimento para seus filhotes.
Eles, instintivamente bicam seu bico para incentivar o regugitamento, aliás, eles bicam tudo que vêem pela frente nesta tentativa.

 

passarinho comendo um rato

Excreção

As aves, assim como a maioria dos répteis, excretam ácido úrico, uma substância nitrogenada que é insolúvel em água. As excretas são eliminadas na forma de uma pasta branca junto com as fezes, que possuem coloração escura.

Quem ja viu, aqui no Rio de Janeiro (mesmo que de longe) as ilhas Cagarras, deve ter notado os riscos brancos por toda a parte rochosa  das ilhas.
Aqueles riscos brancos são as fezes das aves (principalmente fragatas) escorrem pelas pedras, levando junto o ácido úrico, que marca as pedras de branco.

Falcão Peregrino

Caçadores aéreos de alta precisão

Considerado um jato de caça entre as aves de rapina, o falcão peregrino combina um ataque preciso com acrobacias aéreas. Essa ave foi feita para a velocidade, tem corpo atarracado, asas afiladas e cauda fina e curta.
Ao ver um pombo, voa em círculos sobre ele e depois mergulha verticalmente em sua direção, dobrando as asas e fechando a cauda.
Num ataque como esse, o falcão peregrino pode atingir velocidades superiores a 180 km/h.

falcão peregrino caçando pombo

 

 

O falcão peregrino usa a velocidade para caçar sua presa. Um golpe bem sucedido de suas garras, quebra um pescoço ou espinha da vítima, em geral (como na foto) um pombo.

gavião

 

 

Gavião comum no sul do Brasil

Ele fica olhando tudo lá de cima do pinheiro araucária, e, quando aparece um oportunidade, ataca.

gaviões

 

 

 

 

 

Gaviões pousados em um pé de Araucária, árvore comum no sul do Brasil, da qual se colhe o pinhão.

Estes estão de olho em filhotes de lebre e pintinhos que estão por perto.

pica-pau

 

 

 

Armazenando comida

o pica-pau das matas de pinheiros e carvalhos da América do norte prepara-se para o inverno fazendo buracos nas árvores para estocar frutos de carvalho.

árvore cheia de castanhas

Na foto ao lado, tronco totalmente perfurado, com alimentos estocados.

 

cegonha marabu caçando

Comida alternativa

A águia pescadora (na foto ao lado), que sem outra opção de alimento, caça um flamingos cor de rosa.

Mergulhando com suas garras para pegá-lo a águia pescadora tem que levar o flamingo para uma das margens e comê-lo rapidamente, pois as cegonhas-marabu que assistem a cena estão prontas para roubar seu almoço ao menor descuido.

afogando o ganso

 

 

 

Afogando o ganso literalmente

Após capturar um ganso, o forte falcão do pântano segura-o embaixo da água até que ele se afogue e pare de lutar.

águia

 

 

Ao lado um dos maiores predadores da natureza.

gaivota bebendo água

 

 

Matando a sede

A graciosa gaivota passa grande parte dos seus dias voando, consegue até beber água enquanto desliza sobre rios e lagos.

alimentando o cuco

 

 

O fila-bóia

Os cucos põem seus filhotes nos ninhos de outros pássaros, para que sejam criados e alimentados sem seu esforço.

mais sobre os cucos

beija- flor

Lanchinho rápido

O beija-flor , enfia o longo bico na flor para extrair o néctar. Enquanto paira, batendo as asas 60 vezes por segundo, retira o néctar com sua língua comprida, sugando a flor 13 vezes por segundo.

É normal um beija-flor alimentar-se de 50 a 60 vezes por dia, consumindo metade do seu peso em néctar.

Ele também come pequenos insetos.

 

mais sobre o beija-flor

indicador-de-mel

Parceria para invadir a colméia

Os indicadores de mel encontram com facilidade o ninho, mas precisam de alguém que abra o ninho para eles. O texugo não consegue encontrar o ninho sem a ajuda do indicador de mel (daí vem o nome).

É uma parceria lucrativa para ambos, pois o pássaro alimenta-se de larvas e cera das abelhas e o texugo do mel.

pelicanos caçando em grupo

Colaboração entre pescadores

Inúmeras espécies de aves, principalmente aquelas que pescam, colaboram entre si quando buscam por comida.

Por exemplo os pelicanos formam grupos de 5 a 500 em forma de U ou V , arrebanhando assim todo o peixe á sua frente.

falcão

 

 

águia marinha

 

Velocidade e força na caçada

Uma águia-marinha deixando a água com uma grande presa (foto ao lado).

Essas aves batem com grande força na água ao pegarem o peixe com suas garras.

Planam a mais de 30 metros a procura de peixe, e quando encontram mergulham direto sobre ele, balançando as garras como ganchos.

O impulso do vôo normalmente faz com que elas afundem completamente na água.

tordo pescando no gelo

 

 

Aprendizado

Tordo americano pescando num buraco feito no gelo.

melro pescando num buraco do gelo

 

 

Depois de observar o martim pescador e o tordo pescarem num buraco no gelo, o melro, incapaz de conseguir sua refeição normal de larvas de insetos, também tenta pescar, e consegue.

atobás de pés azuis

 

 

Pescadores aéreos

Os atobás de pés azuis mergulham juntos ao sinal do líder.

Eles parecem trabalhar em gupo, voam juntos a 30 cm da água, em círculos e mergulham todos de uma vez, juntos sobre o cardume.

urubu

 

Abutres

Os animais que se alimentam de carniça comem os restos das carcaças deixadas pelos predadores, conseguindo, assim, uma refeição fácil.

Na falta de animais mortos, os abutres caçam presas vivas.

mais sobre abutres

papa-léguas

Mais rápido que as cobras

Embora possa voar, o papa-léguas é também um dos mais perfeitos corredores entre as aves. Usa sua velocidade para pegar presas rastejantes como insetos, lagartos e cascavéis.

mais sobre o papa-léguas

passarinho comendo frutas

 

Algumas pessoas costumam deixar em seus jardins, pedaços de frutas para atrair a beleza e o canto das aves que por ali passarem.

Na foto so lado, o passarinho come pedaços de mamão deixados em um prato de folhagem.

mergulhão mascarado atacado por um tentilhão vampiro


Nem todos os animais caçam para obter comida, alguns roubam o que precisam de outros animais - bebendo seu sangue, mordendo sua carne ou, então, roubando seus ovos ou sua comida.
Os tentilhões-vampiros das ilhas Galápagos gostam de sangue. Bicam a base das penas dos mergulhões mascarados, geralmente próximo ao cotovelo da asa dobrada, e bebem seu sangue.

ninhabio - Porque curiosidade é a porta de entrada do conhecimento.

 
by   envie e-mail
 
 

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

 

retorna à página inicial do site