informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre animais aquáticos, no site www.ninha.bio.br
www.ninha.bio.br
 
 

Animais Aquáticos

São animais que vivem a maior parte do tempo dentro da água, seja ela de rios, lagos ou mar.

Ecossistema aquático

O ecossitema aquático é um ambiente mais complexo do que se imagina,.. resumindo.. a base da cadeia alimentar são as algas microscópicas (fitoplancton) que realizam a fotossíntese para produzir o próprio alimento e acabam também liberando o oxigênio que se desprende para a atmosfera ou fica dissolvido na água para a respiração dos peixes e outros animais.

Então o fitoplancton (microalgas) e o zooplancton (micro animais) servem de alimento para os peixes, que servem de alimento para outros peixes, cobras, mamiferos aquáticos e até aves.

As plantas e os animais aquáticos quando morrem vão para o fundo e são decompostos pela ação de fungos e bactérias que reciclam a materia devolvendo os nutrientes para o ecosistema.

 

cavalo marinho

Animais Marinhos

São todos os animais que vivem no mar, como cavalos-marinhos (foto ao lado), peixes, arraias, tubarões, tartarugas, moréias, golfinhos, baleias e uma infinidade de outros animais.

Não dá pra mostrar todos, logicamente, mas os principais você encontra aqui.

As fotos foram colecionadas durante anos, salvas da internet, enviadas por amigos e algumas fotografadas por mim.

 

tigre d'água

Animais de Água doce

Animais que vivem em rios e lagos de água doce.

Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

 

Existem animais que vivem principalmente na água, preferem a água e ficam quase o tempo todo na água, mas também conseguem viver fora dela.
É o caso do castor, da ariranha e da lontra.

esqueleto de uma perca

Classe dos Osteichthyes

Na era paleozóica, os osteícteos, ou peixes ósseos, viviam nas águas doces, tendo invadido mais tarde as águas marinhas. Hoje ocupam com sucesso os dois habitais.
Existem mais de 20 famílias com mais de 30 000 espécies de peixes ósseos.

Possuem esqueleto ósseo como os outros vertebrados, boca com mandíbula articulada, nadadeiras pares e ímpares.

Possuem bexiga natatória e retiram o oxigênio da água através de arcos branquiais ósseos que ficam de cada lado do corpo, cobertos pela guelra.

Dividem-se em três subclasses: Sarcopterygii, Brachiopterygii e Actinopterygii.

Sarcopterígeos

Estudos realizados em fósseis revelam que os animais terrestres de 4 patas, evoluíram dos sarcopterígeos. Os sobreviventes marinhos são poucos e se agrupam em duas ordens, Coelacanthiformes e Dipteriformes.

Coelacanthiformes  é a ordem considerada mais importante. Dela faz parte a espécie Latimeria chalumnae,  que é considerada um "fóssil vivo".

Dipteriformes é a ordem dos peixes dotados de respiração pulmonar.

Está representada por três gêneros fluviais: Lepidosiren (a pirambóia), da América do Sul, o Protópterus da África e o Neoceratodus, da Austrália.
A pirambóia vive nos rios da Amazônia, de Mato Grosso e no rio Paraguai. Pode ter até 1 metro de comprimento e, como possui pulmão na fase adulta, tem que vir à tona para respirar periodicamente.
Alimenta-se de pequenos moluscos e outros animais que encontra enquanto se arrasta no fundo dos rios. No tempo das secasesconde-se em um túnel construído no lodo.

Braquiopterígeos

A subclasse dos braquiopterígeos apresenta apenas uma família.

Actinopterígeos

A subclasse dos actinopterígeos reúne a grande maioria dos peixes atualmente encontrados.
Possuem esqueleto totalmente ósseo, nadadeira caudal dividida e narina sem comunicação com a cavidade bucal.

Agrupam-se em 26 ordens - abaixo, descrição e exemplos das principais ordens:

Ordem Acipenseriformes

Esta ordem tem 24 espécies, a mais conhecida é o esturjão (Aàpenser sturio), por causa do caviar.
É natural dos mares frios do Hemisfério Norte mas adentra grandes rios para se acasalar e desovar.

Ordem Anguiliformes

As enguias (Anguilla) adultas (de água doce) vão para o mar no outono, se acasalam em águas profundas e morrem. Seus filhotes são encontrados nadando na superfície do mar, onde se alimentam e crescem. Com um ano de idade, regressam aos mesmos rios de onde vieram seus pais.
É a classe da enguia marinha europeia, também chamada de moréia (Muraena). As moréias do Brasil são as Gymnothorax moringa.

Ordem Clupeiformes

É a ordem da truta, do salmão, do arenque, da anchova, da sardinha e de muitos outros peixes menores.
Os peixes dessa ordem variam entre 10 cm a 2 metros de comprimento.

Os salmões também sobem os rios para se acasalar e desovar nas cabeceiras dos rios.
A pesca é tanta nesta época que em alguns países foram criados parques nacionais  nestas áreas para protejer a espécie.

Também é a ordem do lúcio, peixe de água doce, que tem de l a 2 metros de comprimento. Seu focinho pontudo parece uma lança e por isso é conhecido como peixe-de-bico.

Ordem Cypriniformes

esta ordem tem animais bem diferentes entre si como a carpa, (Cyprinidae), a enguia elétrica (Electrophoridae) e os peixes-gatos (Siluroidei). Os peixes dessa ordem não possuem dentes nos maxilares, eles têm "dentes faríngeos" (na garganta).
A carpa, nativa da Ásia, hoje é encontrada no mundo inteiro.
Também são encontrados quase no mundo inteiro os peixes-gatos, que possuem, bigodes que funcionam como antenas, detectando suas presas.

As enguias elétricas são peixes compridos, cujos órgãos elétricos se situam na metade posterior do corpo. O poraquê, encontrado no Brasil, pode produzir, na primeira descarga, até 300 volts.

Ordem Gadiformes

É a ordem do bacalhau e da pescada. São peixes marinhos que vivem em águas profundas e alimentam-se de caranguejos, larvas e moluscos.
O bacalhau é um animal estenotermo (habituado a uma temperatura determinada), e viaja o tempo todo à procura das águas favoráveis.

Ordem Beloniformes

É a ordem do peixe-agulha e de alguns peixes-voadores.

Ordem Gasterosteiformes

Esta é a ordem do cavalo-marinho (Hippocampus punctulatus), que vive entre as algas, em águas costeiras temperadas e quentes.
Sua cauda preênsil (como a dos macacos) pode enrolar-se em volta das hastes de algas.

Ordem Perciformes

Esta é a maior ordem de peixes e inclui tanto espécies marinhas (mar)quanto fluviais(rios) e lacustres (lagos).
A perca, que vive em grande quantidade nos lagos norte-americanos e é considerada um animal típico desta classe.

Ordem Pleuronectiformes

Estes são os conhecidos peixes chatos: o linguado, o rodovalho, entre outros.
O corpo é achatado. A parte de baixo não tem órgãos dos sentidos e nem é colorida. A parte de cima, onde se encontram os dois olhos e as duas narinas, é colorida.
movimentam-se pouco e lentamente e preferem fundos regulares e suaves.
O maior linguado brasileiro é o Paralichthys brasiliensis, que pode pesar 12 kg.

Ordem Tetraodontiformes

É a ordem do peixe-papagaio, que vive em águas tropicais.
Também pertence à esta classe o baiacu, que quando assustado ou irritado, incha e se transforma em uma bola dura cheia de espinhos.
O baiacu é venenoso e ninguém o come.
Se tirado fora da água, pode chegar a estourar.

 
by   envie e-mail
 
Recuperação de imagens estragadas pelo tempo

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

 

ir pra a página principal do site