informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre barbeiros, no site www.ninha.bio.br
informações gerais sobre insetosTudo sobre vespas e marimbondosTudo sobre formigasCaracterísticas e curiosidades sobre o Louva-a-DeusTudo sobre as baratasPágina sobre cupinswww.ninha.bio.br
 
 

Barbeiro

Os barbeiros são insetos conhecidos das populações rurais de várias regiões do Brasil.         
Existem mais de 100 espécies de barbeiros. Algumas vivem somente na mata, mas outras se adaptaram totalmente às casas.
Geralmente pretos ou acinzentados, possuem manchas vermelhas, amarelas ou alaranjadas ao redor de seu abdômem.

Os barbeiros são hematófagos (se alimentam de sangue).

Para se alimentarem, os barbeiros utilizam sua tromba (que funciona como uma agulha). Esta é introduzida através da pele do animal de que ele vai se alimentar, e por ela suga o sangue.

Para que suas vítimas estejam quietinhas ele prefere atacar durante o sono.

Para não acordar a vítima, a picada do barbeiro não é dolorosa, mas acompanhada de pequena coceira. O barbeiro possui, em sua saliva, uma substância que anestesia o local onde introduz sua tromba.

Mais:

barbeiro de uma espécie que não é comum no Brasil

Os barbeiros podem ser transmissores da Doença de Chagas.
O micróbio da Doença de Chagas parece não afetar os barbeiros contaminados.

Um barbeiro vive em média de um a dois anos.
A fêmea coloca 1 a 2 centenas de ovos, que demoram 4 semanas para abrirem e nascerem as larvas (alguns dias depois ela já sairá à procura de sangue). Após sua primeira refeição a larva sofrerá mudanças em seu corpo, com perda de sua pele também chamada casca. Este fenômeno chama-se muda e serve para possibilitar que o inseto sofra algumas transformações e aumente o seu tamanho, enquanto a nova casca ainda está mole e flexível. O barbeiro passa ao todo por cinco mudas, até atingir o estágio adulto. Esse se diferencia dos anteriores pelo seu maior tamanho, pela presença de asas completas e pelo aparelho sexual totalmente desenvolvido, portanto apto à procriação.

A fêmea adulta diferencia-se do macho pela presença de uma protuberância em sua extremidade traseira, denominada ovopositor.

Seus inimigos naturais são algumas formigas e abelhas, certos tipos de insetos predadores, galinhas, outras aves e o próprio homem.

Como se trata de um inseto que pode transmitir uma doença grave (a doença de chagas), achei que seria melhor ir buscar informações e imagens no centro nacional de referência - O Instituto Osvaldo Cruz - FIOCRUZ.

As fotos abaixo foram feitas na FIOCRUZ, com uma máquina comum, mas servem para identificar este perigoso animalzinho.

Abaixo exemplos de barbeiros macho e fêmea. As diferenças mais fáceis de ver entre os dois são que a fêmea tem o corpo mais largo e o ovopositor, uma pontinha escura (que só as fêmeas possuem), na parte de trás (na foto, fica embaixo).

barbeiro fêmeabarbeiro macho

barbeiro - inseto transmissor da doença de chagas

O passeio para conhecer a FIOCRUZ, vale a pena, principalmente se for com crianças.

O museu da vida mostra muitas curiosidades, onde se pode interagir e aprender brincando (eu que sou adulta adorei).

Os funcionários são super prestativos e educados, e tem também um bondinho pra quem não quer subir andando ao castelinho (que é lindo!!!!!) .

Além disso, tem também microscópios, esqueletos de cetáceos, uma foto do Albert Eistein (sem fazer careta) , vários insetos, e um monte de outras coisas...

 

modelagem 3d

 

barbeiro fotografado na FIOCRUZinseto barbeiro
inseto barbeirobarbeiro - inseto hematófagobarbeiro - este tem a asa mais transparente
barbeiro um pouco diferente nos desenhos das asastransmissor do mal de chagasilustração de um barbeiro fêmea
 

O vídeo ao lado mostra uma das espécies de barbeiro, e ajuda a identificar este inseto tão perigoso à nossa saúde.

PESQUISE NESTE SITE:

 

 

 

 

 
by   envie e-mail

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

 

retornar ao início do site