informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre o budgerigard, no site www.ninha.bio.br
www.ninha.bio.brrituais de acasalamento das avesPágina sobre o TangaráCuriosidades sobre as avesTudo sobre avesDiversos tipos de passarinhosArarinha azul -  foi considerada extinta na  natureza
 
 

Budgerigards ou Tuins

O Tuim Australiano ou Periquito Ondulado Verde, mais conhecido como Budgerigar, é muito comum nas regiões interioranas e secas da Austrália, nas florestas e nas planícies abertas, especialmente junto a correntes e lagos.

Voam de modo direto e veloz, as asas batem rapidamente.

A domesticação do Budgerigar começou em 1840.

A cor predominante do budgerigar selvagem é o verde.

Com cruzamentos em gaiolas, apareceu o amarelo em 1872.

Na natureza, um tuim amarelo teria rapidamente desaparecido, uma vez que o amarelo é recessivo quando cruzado com o verde.

casal de periquitinhos no poleiro

No cativeiro, porém, o amarelo foi cruzado com sua própria progênie, produzindo mais espécimes amarelos, desta forma preservando a nova cor.

Os primeiros espécimes azuis foram produzidos quase no fim do século XIX, e os primeiros brancos em 1920.

Em 1917, registrou-se um budgerigar vermelho, porém descobriu-se que ele tinha sido tingido (assim não vale...rs).

Os verdes começaram a aparecer em tonalidades claras e escuras, resultando numa profusão de cobaltos, lilases, como também o azul-céu.

Hoje, a maioria dos budgerigars criados ou mantidos como animais domésticos saõ bem diferentes daqueles selvagens, tanto em forma e tamanho quanto na cor.

Deve haver centenas de variedades de cor, existindo até mesmo budgerigars cristados.

Um par acasalado constantemente demonstrará sua afeição mútua arrumando as penas ou alimentando um ao outro, fazendo carinho.

Um budgerigar criado sozinho como mascote pode tornar-se muito carinhoso, dirigindo esta afetividade para seu dono.

Pode até ser ensinado a imitar a conversação humana.

Essa avezinha adora um banho de chuva.

Existem seis espécies brasileiras.

um periquito azul e um amarelo pousados no galho

 

É bonito, manso e é um exemplo de convivência harmoniosa.

São pássaros dóceis, limpos e de um bonito colorido.

Ele emite um chiado, com um som semelhante a "tuim, tuim".

Mas o que eles mais gostam é o banho de chuva.

Eles demonstram alegria, cantando e arrepiando as penas.

Mas banhos desse tipo, ou com esguicho, não devem ser muito demorados para os passarinhos não se resfriarem.



Pesquise neste site:

tuim voando

Na natureza, gosta de viver em bandos que variam de quatro a vinte indivíduos.

Procuram alimento tanto nas copas das árvores mais altas, como em certos arbustos frutíferos.

Gostam mais das sementes do que da polpa das frutas.
São atraídos por árvores frutíferas como mangueiras, jaboticabeira, goiabeiras, laranjeiras e mamoeiros mas os cocos de muitas palmeiras constituem sua alimentação predileta.

Também chamado popularmente de cuiúba, periquitinho, papacu ou Tuim, é o menor da família dos Psitacídeos (parente dos papagaios), medindo aproximadamente 12 cm e pesando apenas 26 g.

 

 

 

casal de budgerigards

modelagem 3d

 

 

 

 

dormindo no galho
Dormindo

Alguns passarinhos ficam nesta posição para dormir ou se esconder do frio.

dois tuins

periquitinho amarelo pousado na tela

 
 
by   envie e-mail
 
 
 
Recuperação de Imagem de fotos antigas

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

 

retorna à página inicial