informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre coelhos, no  site www.ninha.bio.br
Ir para a página inicial do site
 


Coelhos e Lebres

Coelhos e lebres são lagomorfos da família dos Leporídeos, apresentam orelhas longas e membros posteriores adaptados ao salto.

A Ordem dos Lagomorfos têm duas famílias:
Ocotonídeos - Picas, com 14 espécies.
Leporideos - lebres, coelhos e tapitis, com 9 gêneros e 49 espécies.

 

 

Coelhos e lebres gostam de comer grama e outros vegetais suculentos.

Além de saltar, estes animais são famosos por gerar muitos filhotes a cada ninhada.

Entre os coelhos, é comum a fêmea ser maior do que o macho, o que normalmente não acontece com outros mamíferos.

Os olhos são posicionados um em cada lado da cabeça e permitem uma visão de quase 360°.

As pernas longas e fortes que possibilitam atingir velocidades superiores a 50 km/h.

Na anatomia dos coelhos e das lebres, fica evidente a necessidade que esses animais têm de perceber rapidamente o perigo para escapar de predadores.

coelhinho branco

A cauda é mais curta e arredondada. Além disso, a presença de pêlos na sola dos pés aumenta a tração e a aderência durante a corrida.

As lebres e os coelhos são os animais mais conhecidos dessa ordem, mas existem mais ou menos 60 espécies de lagomorfos, todos herbívoros.

Os lagomorfos em geral são pequenos, orelhudos e podem dar grandes pulos.

Os dedos possuem garras, e sua mandíbula só se move  para os lados.

Os dentes crescem o tempo todo, e eles têm que gastá-los para que não fiquem grandes demais.

A alimentação é preferencialmente composta de folhas, ramos e cascas.

 

 

 

coelhinhos catarinenses

orelhudo

 

Geralmente são caçados por mamíferos e aves de rapina, e por isso possuem orelhas grandes com alta capacidade auditiva.

A fêmea não entra no cio de tempos em tempos,   ela não ovula de forma cíclica.
Por esse motivo pode ficar quase que continuamente prenhe,  pois ao nascerem os filhotes ela ja poderá engravidar novamente.
E em algumas espécies, a fêmea pode engravidar antes mesmo de nascerem os filhotinhos que ela já está esperando.

Os coelhos, assim como os ratos, as vezes são usados em laboratórios, para testes de remédios e vacinas.

coelhos na grama

 

 

Em cativeiro gosta de comer cenoura, beterraba, alface, repolho, etc.
Nunca segure um coelho pelas orelhas, pois pode machucá-lo.

É importante lembrar sempre que coelhos são animais silvestres,e não gostam de ficar no colo, gostam de correr soltos.

Os coelhos gostam de viver em grupo, em tocas com muitos túneis.

coelhinho branco entre grinfas de pinheiros

 

Na foto ao lado, dois coelhos: um branco e um preto.

As grinfas que cairam dos pinheiros servem como esconderijo para a entrada de suas tocas.

coelho preto e sua tocacoelho negro

Coelho negro e sua toca, cavada no meio do gramado.

coelho e sua casinha, em cativeiro

 

Em cativeiro, os coelhos podem utilizar casinhas de madeira.

Abaixo tocas de coelho cavadas no chão gramado. Repare que elas tem grinfas e ramos de árvore para tentar emcobrir a entrada.

toca de coelho, na gramatoca de coelho

coelho branco na grama

 

Coelho branco fotografado na serra de Santa Catarina.

bebe coelhinho

Coelhos são parentes de ratos?

Não, coelhos não são exatamente parentes dos ratos.

Coelhos e lebres são parecidos, em algumas coisas, com os roedores.

Como os  dentes da frente de cima, que  não têm raiz e crescem a vida inteira.
Mas, atrás dos dois incisivos grandes, existem, nas lebres e nos coelhos, dois outros incisivos pequenos, que os roedores não têm.

Além disso os lagomorfos (família dos coelhos e lebres) possuem o crânio mais leve do que os roedores.

coelho e gatinho

 

Coelhos e outros animais domésticos

Os coelhos podem conviver bem com outros animais e não são perigosos para outros filhotes, pois são herbívoros.

A maior dificuldade é o medo que geralmente o coelho tem dos outros animais.

Na natureza o coelho é a presa, ele é o almoço, e vive fugindo de tudo o que se aproxima dele.

Então não estranhe se seu coelho passar os dias entocado e não quiser nem chegar perto do seu cachorro.

Agora, o cachorro pode gostar muito dele...pode gostar até demais...rsrs

Enfim, é uma relação a ser acompanhada de perto.

coelho e outros animais domésticos

coelho por dentro

 

Coelho por dentro

Veja na ilustração ao lado, o que tem dentro de um coelho.

Na ilustração é uma coelha - eu sei que é uma fêmea porque ela tem útero, e coelhos machos não têm úteros.

 

coelhinho da páscoa

Coelhinhos da páscoa

Quem nunca se perguntou, o que coelho tem a ver com páscoa?

A páscoa cristã, comemora a ressurreição de Cristo.
Acontece que isto aconteceu na mesma época em que já eram comemoradas outras festas.

Existia uma festa do tipo "festa da chegada da primavera", que era comemorada nesta mesma época, em que era comum dar de presente ovos cozidos pintados a mão.
Lebres (e não coelhos) e ovos eram considerados símbolos da fertilidade, e a primavera é a estação de acasalamento da maioria das espécies.

Isso não aparece na Bíblia porque também era homenageada nessas festas a deusa da fertilidade, Ishtar (da mitologia anglo-saxã).

ilustração de um coelho saindo de um ovo

Com o tempo, os ovos de chocolate foram parecendo bem mais interessantes, e comerciais.

Então, coelhos tem a ver com páscoa, porque são absurdamente férteis.

E não...coelhos não põem ovos!

E nenhuma ave põe ovos de chocolate...rs
Eles são fabricados a partir do cacau.

Coelhos são mamíferos vivíparos.

 

Para saber como nascem os coelhos, leia abaixo:

fazendo coelhinhos

Reprodução de coelhos

Os coelhos podem se reproduzir a partir dos 5 meses de idade.
O coelho macho, após a monta, cai para o lado.

Após 27/32 dias aproimadamente, nascem os coelhinhos, geralmente de 6 a 8 filhotes.
Os filhotes recem nascidos dos coelhos chamam-se láparos.


Com 4 dias os láparos (bebês coelhos) já têm pêlos e com 12 dias abrem os olhos.
Com 15 a 20 dias já saem do ninho e começam a comer a mesma coisa que a mãe coelha come.

láparos ainda sem pelos

A fêmea prenhe cava um ninho para ter os bebês protegidos da chuva e do vento.

O chão é forrado com pêlos que ela arranca da barriga.

Os coelhinhos recém-nascidos são molinhos, pelados e ficam de olhos fechados.

Com 6 dias de vida, o coeIhinho pode estar pesando o dobro do que pesava quando nasceu.

láparos

 

Os filhotes ficam escondidos durante o dia. No pôr-do-sol, a mamãe coelha chega para amamentá-los.

Quando a coelha sai, cobre a entrada da toca com folhas e terra.

coelhinho marromcoelho cinzacoelho na gaiola

coelhos siameses zibelina

 

Na foto, um coelho Siamês de cor Zibelina  com seu filhote num tom ainda acinzentado.

coelho albino angorá

 

Os coelhos Angoras existem em várias cores além do branco e geralmente são tranquilos e agradáveis.

Coelhinho mini lop

 

A raça de coelhos de orelhas caídas, chamada Mini lop, Tem cores variadas.

Seu peso pode variar de 1,5 á 2,5 kg

coelho holandês chocolate

 

Ao lado um coelho de raça holandesa, na cor chocolate.

 

 

 

 

 

Também existem Coelhos Anões Holandeses, bastante usados para de criação doméstica e para exposição.

Abaixo dois exemplos de coelhos anões holandeses.

coelho anão holandêscoelho da raça holandesa

tapiti

Tapiti

O tapiti (ou candimba) quase não fecha os olhos, de tanto medo que tem dos predadores.
Ele até dorme de olhos abertos.Tapiti

O Sylvilagus brasiliensis (tapiti) pertence à família dos Leporídeos e é parente do coelho e da lebre.
Seu nome é por causa da barriga branca, tupiti em tupi-guarani significa "pelo branco na barriga".
Mede uns 35 cm e pesa perto de 1 kg.

O Tapiti é o único desta família (leporídeos) que realmente é brasileiro. Os coelhos e lebres vieram trazidos de outros paises.
Vive em todo o Brasil.

O tapiti tem pelo macio, cauda e orelhas pequenas, olhos e patas traseiras grandes.
Conseguem correr muito rápido quando estão com medo.

Não cava buracos para se esconder.
Ele vive no campo, perto de matas, e só aparece à noite.
Durante o dia fica escondido entre as plantas.
Faz seu ninho bem escondido entre plantas e geralmente tem 3 filhotes a cada 3 ou 4 meses.
O tapiti, assim como seus parentes coelhos e lebres, alimenta-se de folhas, raízes, flores e frutos.

 

coelho europeu

 

O Coelho Europeu é original do sudoeste da Europa e do noroeste da África, mas com a intervenção do homem, hoje existe em outros continentes.

Coelhos pretos, brancos ou de pelos longos apareceram, conforme foram feitos os cruzamentos em cativeiro e hoje, algumas cores nem se parecem mais com os coelhos originais selvagens.

criação de coelhos e minhocas

 

Criação de coelhos e minhocas

A associação da criação de coelhos à de minhocas é perfeita, pois as minhocas se alimentam dos resíduos orgânicos dos coelhos.

Eles são alojados em armações de dois andares: em cima ficam as gaiolas dos coelhos, embaixo os caixotes das minhocas.

Os dejetos das minhocas também são aproveitados, transformados em adubo para a agricultura.

lebre

Lebres

As lebres costumam medir uns sessenta e poucos centímetros.
Em geral são maiores que os coelhos e têm orelhas mais compridas.
Preferem quase sempre viver sozinhas e moram no meio do capim.

Os mamíferos carnívoros gostam muito da carne de coelhos e lebres.

A fêmea não cava ninho para os bebês.

No lugar onde ela se deita, o capim vai ficando fundo e é nessa parte funda que nasce a ninhada.

Os filhotes da lebre ja nascem peludinhos e de olhos abertos.

lebre na neve

 

 

Lebres que ficam brancas no inverno

Algumas lebres, que vivem em lugares muito frios, viram brancas no inverno. Engraçado é que uma delas começa a mudar de roupa logo que a folhinha marca o princípio do inverno, mesmo se o tempo ainda não esfriou bastante.

As lebres de sapato-de-neve ficam brancas no inverno.
Quando setembro traz dias mais curtos e clima mais frio nas florestas do Alasca e Canadá, as lebres de sapato-de-neve começam a trocar seu pêlo marrom acinzentado por pêlos de pontas brancas.

Nos três meses seguintes elas ficam completamente brancas, menos nas pontas das orelhas.
Enquanto a paisagem está coberta de neve, o pêlo branco de inverno dessa lebre funciona como camuflagem. 


lebre fugindo de raposa da neve

 

No outono, também aparecem muitos pelos na sola das patas, por isso são chamadas de "sapatos de neve".
Esses "sapatos" isolam o frio e dão maior aderência à neve, deixando-as mas rápidas do que os linces, raposas e coiotes que as atacam.

Quando chega março, a lebre troca novamente seus pêlos brancos por outros marrons, mudando mais uma vez sua camuflagem.

picas, uma especie primitiva, parente dos coelhos

 

Os Picas (Ochotona princeps) são do grupo do coelho e da lebre.
Moram em montanhas altíssimas da Europa, da Ásia e da América do Norte. Medem, no máximo, uns vinte e três centímetros.

O Pikachu, dos desenhos animados, foi inspirado nesse parente do coelho.
pikachu

 
by   envie e-mail
 
Recuperação de imagens estragadas pelo tempo

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

retornar à página inicial do site www.ninha.bio.br