informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre  o diabo da Tasmânia , no site www.ninha.bio.br
MarsupiaisCanguruCoalaGambáGambáwww.ninha.bio.br
 
 

Diabo da Tasmânia

 

O Diabo-da-Tasmânia é um mamífero marsupial, da Ordem Dasyuromorphia, nativo da ilha da Tasmânia. Através do registo fóssil sabe-se que a espécie habitou também a Austrália, tendo-se extinguido no continente cerca de 400 anos antes da colonização pelos europeus.

Os Diabos-da-Tasmânia habitam todas as regiões da ilha com preferência para florestas e são os maiores carnívoros marsupiais existentes na actualidade.

O Diabo-da-Tasmânia é um animal de aparência robusta, com pelagem castanha exceto na zona do peito onde tem uma mancha branca.

A cabeça é relativamente grande, com orelhas arredondadas e nariz afilado. Os músculos das mandíbulas são bastante poderosos e, juntamente com os dentes molares especialmente adaptados, permitem ao diabo esmagar ossos.

O tamanho destes animais varia bastante consoante o habitat e dieta, mas os maiores atingem 80 cm de comprimento e 12 kg de peso. As fêmeas são normalmente maiores que os machos.

diabo-da-tasmania assustadorA época de reprodução dos diabos da Tasmânia realiza-se anualmente em Março e resulta em ninhadas de 2 ou 3 crias que nascem em Abril, ao fim de 21 dias de gestação.

Como na maior parte dos marsupiais, o resto do desenvolvimento dos juvenis faz-se no interior do marsúpio (a bolsa) neste caso durante os quatro meses seguintes.

As crias saem pela primeira vez em Agosto-Setembro e tornam-se independentes em Dezembro. As fêmeas atingem a maturidade sexual aos dois anos.

Os Diabos-da-Tasmânia são essencialmente necrófagos e ocasionalmente predadores de wombats, wallabees e mamíferos placentários introduzidos (como o coelho).

Podem também comer insetos, cobras e frutos.

Os diabos da tasmãnia usam muito a visão, o olfato e os bigodes para localizar o alimento.

Quando estão comendo são extremamente agressivos.

 

diabo da Tasmânia

As lutas são acompanhadas de barulhentas vocalizações, como grunhidos, guinchos e latidos que contribuem para a fama de ferocidade do animal.

O Diabo-da-Tasmânia não está ainda ameaçado de extinção, apesar da redução progressiva do seu habitat.

No passado foi caçado e envenenado pelos estragos causados ao rebanho e pela sua carne, que os colonos diziam ter sabor a vitela.

A espécie foi protegida em 1941 e a partir daí a população recuperou-se. No entanto, nos últimos anos, têm-se registado perdas significativas devido a uma doença cancerosa que aparenta ser endémica nos diabos da Tasmânia.

Taz caminhando na grama

Cerca de 65% da Tasmânia foi afetada, tendo-se perdido desde então entre 20 a 50% da população de diabos.

A epidemia atingiu proporções catastróficas, levando os conservacionistas a tomar medidas extremas como matar os animais que apresentem os estágios iniciais da doença, para evitar o contágio, e criar áreas fechadas com populações saudáveis nas ilhas ao largo da Tasmânia, de forma a permitir a reintrodução no caso da espécie ser erradicada da ilha principal no futuro próximo.

Diabo-da-Tasmânia, Sarcophilus harrisii, marsupial carnívoro encontrado na ilha da Tasmânia.

diabo-da-Tasmânia gritando

Taz

 

Esse mamífero ficou famoso com o personagem infantil Taz.

Sarcophilus laniarius é um marsupial que habita toda a região da ilha da Tasmânia, principalmente as florestas.

É o maior carnívoro marsupial atualmente.

diabo da tazmania comendo

As fêmeas normalmente são maiores do que os machos.

As crias, geralmente, são de 2 ou 3 filhotes e anuais.

São animais diurnos e andam sozinhos, que encontram outros diabos ao redor das carcaças.

E, nessa hora, são muito agressivos e lutam arduamente, ficando com cicatrizes profundas frequentemente.

Veja também

canguru, lince, puma, tigre, hiena, jacaré, girafa, bovinos

dois diabos da tasmânia
 
by   envie e-mail
 
 
Desenhos animados e ilustrações em geral

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

ir pra a página principal do site