informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre lagartas, no site www.ninha.bio.br
www.ninha.bio.br
 
 

Lagartas

Na fase de larva, os holometábolos (animais que têm metamorfose completa) apresentam formas variadas.

Os grandes grupos de insetos holometábolos são: coleópteros (besouros), hinenópteros (formigas), lepidópteros (borboletas e mariposas), dípteros (moscas e mosquitos).

lagarta verde

Há as larvas melolontóides, que têm pernas pouco desenvolvidas e a cabeça separada do corpo.

Eruciformes, são larvas compridas, que apresentam três pares de pernas saindo do tórax e outros pares saindo do abdome, que servem mais para segurar uma presa do que para andar.
As desse tipo são também chamadas de lagartas ou taturanas, eé delas que nascem as borboletas e mariposas.

Há também as do tipo vermiforme, que não tem pernas.
Em alguns casos, a cabeça é separada do corpo, como nas larvas de moscas e mosquitos, outras vezes formam um todo, como é o caso das abelhas e vespas.

A partir do momento em que o ovo origina a larva, ela já é muito voraz.
Muda de pele algumas vezes, cresce rapidamente de tamanho até que se encasula, transformando-se em ninfa.
Imóvel dentro da pupa (casulo), a ninfa sofre um processo que recebe o nome de histólise: quase toda a estrutura da larva é destruída e novos órgãos são formados, diferentes dos anteriores.

A fase de formação desses novos elementos chama-se histogênese, e no fim o casulo se rompe e surge um indivíduo completamente diferente do que saiu do ovo: oinseto adulto.

lagarta de pinheiro

Lagartas de pinheiro

Lagartas de pinheiro passam em procissão nas florestas do sul da Europa, todas as noites. Durante o dia ficam dentro de tendas de seda, e à noite elas saem à procura de comida.

Saem do ninho em fila, mais ou menos cem por vez, e percorrem os galhos, com a cabeça de uma na cauda da outra.

Seguem o rastro do aroma deixado pela primeiro e liberam um fio de seda para guiá-las de volta para casa (como se faz para sair com crianças do jardim-de-infância..rs).

O seu instinto de seguir é tão grande que, caso a larva-líder se confunda e acabe juntando-se à última da fila, a procissão prossegue em círculos por horas a fio, até todas ficarem exaustas.

As larvas são cobertas de pelos venenosos, e seu gosto ruim as proteje da maioria dos pássaros. Somente a poupa consegue comer esses insetos, pegando de um a um quando eles passam enfileirados.

lagarta colorida

 

 

 

tenda de lagartas

Lagartas que armam tendas no alto das árvores

A mariposa da lagarta-de-tenda-do-leste bota uma grande quantidade de ovos nos fios em torno dos galhos de árvores como a cerejeira, a macieira, e ameixeira..

Nascem jno mesmo galho umas 100 lagartas e tecem uma enorme quantidade de fios de seda, formando uma tenda coletiva que as protege das aves e das formigas quando elas estão se alimentando das folhas.

No começo, as jovens lagartas brancas e amarelas passam todo o tempo sob a tenda, pois ainda há bastantes cascas de ovos, brotos e folhas próximas para elas se alimentarem.
Mas, conforme vão crescendo, e a comida acabando, elas têm de sair para comer.

tendas de lagartas no alto das arvores

Ao comerem as folhas, também comem um pouco de cianureto (veneno forte) que a árvore produz em pequenas quantidades para sua própria defesa.

Em vez de eliminar o cianureto, seu organismo desenvolveu uma glândula que armazena o veneno, que elas vomitam quando algum predador aparecem.

O veneno tem gosto ruim, e os predadores logo aprendem a deixar as lagartas em paz. Com essa arma como proteção, as lagartas às vezes desfolham uma árvore inteira.

No verão, as lagartas de tenda tecem casulos dentro dos quais irão se transformar em mariposas .
As mariposas põem ovos que passarão o inverno nos galhos.
Na primavera, nasce uma nova geração de lagartas de tenda.

caminhos de lagartas nas folhas

Lagartas que desenham nas folhaslagarta verde

Essas trilhas brancas e finas na folha da foto ao lado são sinais do trabalho de lagartas escavadoras.

Algumas lagartas de mariposas e larvas de vários besouros, carunchos e mosquitos são tão pequenas que conseguem escavar túneis dentro de folhas de todos os tipos sem romper sua superfície.

As lagartas escavadoras são achatadas e praticamente sem pernas, cabendo perfeitamente na espessura de uma folha.

Essas lagartas alimentam-se das células novas internas das folhas, e são os túneis que elas criam enquanto se alimentam que aparecem como risquinhos brancos.

Para comerem o interiormacio da folha, os animais folífagos (que comem folhas )maiores são obrigados a comer a parte dura do lado de fora da folha.
Mas as lagartas escavadoras que são pequenininhas, não precisam, pois comem a folha por dentro. Quando completamente desenvolvidas, algumas espécies dessas lagartas saem das folhas para passar ao estado de crisálida em algum outro lugar.
Outras escavadoras passam ao estado de crisálida dentro da folha para saírem já adultas.

 

lagarta pretaespinhos de lagarta

lagarta encouraçada

Encouraçada

A maior parte das lagartas tem o corpo mole e, quando se arrastam vagarosamente pelas folhas que comem, ficam vulneráveis à formigas.

A lagarta da mariposa da Austrália é uma exceção. Ela é não apenas impenetrável às formigas, como predadora de suas larvas.

O escudo que cobre as costas da lagarta transforma-a num verdadeiro tanque de guerra. Esse escudo as protege de ataques, permitindo que ela chegue com tranquilidade na sua área de alimentação, que é o ninho de formigas-tecelãs.

Quando a lagarta chega a um ponto cheio de larvas de formiga, ela levanta a beira do escudo, pega um bocado de larvas e baixa de novo o escudo sobre a folha.
Protegida por sua armadura, ela come as larvas com calma.

Ela se transforma em borboleta dentro da própria armadura para proteger-se das formigas, até emergir como borboleta.

Quando as formigas atacam a recém-saída borboleta, as escamas frouxas e oleosas que recobrem as patas e asas da borboleta, se soltam e as formigas não conseguem agarrá-la.

dobrada para enganar os predadores

 

Saltando para escapar

A larva da mosca de fruta do Mediterrâneo (essa da foto ao lado) se livra de seus atacantes saltando para o ar.

Como é uma criatura de corpo mole, essa manobra acrobática gasta muita energia.

Ao primeiro toque de uma vespa ou formiga, a larva se enrola, agarrando a ponta do rabo com pequenos ganchos da boca. Então retesa a pequena camada de músculos abaixo da pele, forçando a pele das costas a esticar-se.

Quando ela solta a tensão, é lançada para o ar, rodopiando, podendo aterrissar a cerca de 13cm de distância em um quarto de segundo.

Quando bate no chão, ela demora um momento para retomar o equilíbrio, depois repete a ação umas trinta vezes.

 

lagarta de mariposa

Automeris

A lagarta ao lado é a Automeris SP - depois ela vira uma mariposa bem bonitona conhecida como Olho-de-boi.

Pertence à família Saturniidae.

Seu veneno pode causar dores de cabeça, mal estar geral, náuseas, vômitos, e hemorragia.


Pode ter até 8 cm de comprimento.

Essa lagarta foi fotografada em Londrina (Paraná), por Neuzeli da Silva.

lagarta colorida

 

casulo do bicho da seda

 

 

O casulo, como o do bicho-da-seda é construído por lagartas de várias espécies. É um emaranhado de fios finíssimos, que elas segregam por meio de glândulas especiais.

 

Veja também: Centopéia, bolboleta, abelha, vespa, mosca

lagarta marrom

bicho cabeludo

 

A foto ao lado e as abaixo foram feitas no Parque Dois Irmãos - Rio de janeiro.

bicho cabeludo
lagarta de frente
lagarta de frente
a cara desenhada é pra assustar
 
 
by   envie e-mail
 
 
Desenhos animados e retrospectivas para casamento
retrospectivas animadas para casamento

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

 

Retornar à página inicial do site