informações gerais sobre mamíferosinformações gerais sobre répteisinformações sobre anfíbios em geralinformações e curiosidades sobre avesinformações gerais sobre insetostudo sobre aracnídeosanimais em ordem alfabética
Página sobre marrecos - site www.ninha.bio.br
página sobre ninhos de avestudo sobre o gansogalinhaTudo sobre avespágina sobre cisneTudo sobre Patoswww.ninha.bio.br
 
 

Marreco

 

Classe: Aves
Ordem: Anseriformes
Família: Anatídeos
Espécie:Anas platyrhynchos domesticus

É descendente do pato-real e foi domesticado na China.

As principais raças são o Pequim, Rouen e Corredor Indiano mas existem muitas outras .

Os marrecos são sempre confundidos com os patos, apesar de serem menores.
Marrecos têm entre 35 e 50 centímetros.

marreco comum

São originários do hemisfério norte e são muito mais barulhentos do que os patos.

O macho ainda possui, na cauda, uma pena encaracolada, fazendo um "cachinho" para cima.

São criados em cativeiro para aproveitamento da carne, dos ovos e de penas e plumas.
Até mesmo os dejetos são utilizados como adubo.

No sul do Brasil a carne do marreco é muito apreciada, e existe até uma festa gastronômica - a Fenarreco (em Brusque - SC).

bando de marrecos

marreco branco na grama

Criação de marrecos

Para criação em cativeiro, machos e fêmeas não devem ser consanguíneos, para evitar a má-formação dos filhotes.

A criação de marrecos é relativamente simples e pode ser rentável.

Vivem bem em chácaras, sítios, fazendas e até no quintal de casas.

É importante ter um lago ou mesmo um pequeno tanque.

O marreco de Pequim é considerado de fácil criação, e apresenta rápido crescimento e produção de carne de qualidade.

Marrecos são animais ovíparos, como as outras aves.

marreco e galinhas

Apresentam a mesma facilidade de criação que patos, gansos, cisnes e galinhas, e inclusive podem ser criados todos juntos, des de que haja espaço suficiente.

Na foto ao lado, na frente um marreco e ao fundo uma galinha.

lago dos marrecos

marrecos e gansos

 

Também convivem muito bem com patos e gansos.

 

Geralmente, quem cria marrecos separa uma área com um laguinho, e aproveita o espaço para criar junto patos, gansos, galinhas, perus, cisnes, angolistas e outras aves domésticas.

O espaço pode ser o mesmo, e os cuidados são praticamente iguais, a alimentação também pode ser a mesma.

Na foto ao lado, as aves de cabeça cinza são gansos.

marrecos andam em grupos

 

Gostam de andar em grupos, que podem incluir patos.

grupo de marrecos

marreco ou pato?

 

Marreco ou pato?

Dúvida bastante comum.

Mas eles têm algumas diferenças...

Na foto ao lado, o da frente é um marreco e os dois de trás são patos.

A cauda dos marrecos é menor que a do pato, e lembra um pompom.

Os marrecos não tem manchas na cabeça, os patos apresentam partes vermelhas ou rosadas, e alguns apresentam berrugas.

O bico do marreco é achatado, e mais amarelo. O bico do pato é mais fino e comprido.

O marreco é mais barulhento.

O marreco anda mais em pé do que o pato, e seu corpo é menos achatado.

marreco caminhando

Caminham de um jeito esquisito, mas são graciosos na água.

casal de marrecos

Reprodução dos marrecos

Como todas as aves, é ovíparo e o tempo de incubação de um ovo de marreca é de 4 semanas.

Na foto ao lado, um casal namorando (não acasalando), eles passam boa parte do dia fazendo carinho no seu par.

marrecos namorando

marrequinhos

marrequinha no galinheiro

marreca piadeira

Marreca Piadeira

Também conhecida como irerê, marreca-do-pará, marreca-apaí, marreca-viúva,marreca-ananaí, marreca-dos-pés-encarnados e ananaí.

Encontrada na América do Sul, na América Central, na África e em quase todo o Brasil.

Vive muito bem em cativeiro, apegando-se aos dono, adoram um carinho.

Pode chegar a 43 centímetros de comprimento e nada e voa muito bem.

Seu canto lembra um assobio e alguns machos possuem bicos vermelhos.

O macho ajuda a fêmea a chocar os ovos.

marreca piadeira filhote

 

Ao lado o filhote de uma marreca-piadeira.

 
by   envie e-mail
 
 
Recuperação de imagens estragadas pelo tempo

Caso exista alguma foto aqui que seja sua, colocarei o crédito com o maior prazer. Caso não queira que seja exibida, substituirei por outra.
Para colaborar com textos e fotos, envie email para anamaria.ninha@gmail.com.

animais fora de controleanimais desconhecidosPlaneta TerraSeres HumanosNotícias biológicasAnimais que vivem na terraAnimais que vivem na água
Política de Privacidade
 

retornar à página inicial do site www.ninha.bio.br